Usuário

Fatores psicológicos relacionados à depressão

A depressão pode ser caracterizada por cansaço constante, autodiminuição, lentificação, medo e desistência. Autocritica extrema e punitiva, agressões e explosões também fazem parte desse quadro.

Inúmeras causas podem gerar os sintomas depressivos. Há causas orgânicas que merecem cuidados psiquiátricos, há condições psíquicas ligadas ao negativismo, que permitem que a depressão se instale e reações emocionais do espectro do pessimismo frente aos acontecimentos da vida.

Somente a observação minuciosa do paciente permite a construção de um diagnóstico singular, capaz de discriminar as variáveis envolvidas nesse quadro. Mesmo assim, alguns fatores não devem ser menosprezados em boa parte dos sintomas depressivos:

a)  Culpa – o sentimento de culpa leva o sujeito a buscar o fracasso e evitar os prazeres. O êxito pode ser assustador, é comum não suportar os triunfos ou jogar as vitórias fora.

b)  Medo – desejo intenso de algo combinado ao medo levam à autodiminuição e ao menosprezo. Antes de iniciar a conquista a pessoa já afirma para si que não conseguirá, a autodesqualificação evita o desejo e destrói o sujeito.

c)  Masoquismo moral – prazer em sofrer humilhação e maus tratos. Busca-se posições inferiores, contenta-se com muito pouco e não luta por obter algo melhor para si. Goza em ser vítima.

d)  Perdas – dificuldade em lidar com separações, perdas e mortes. A elaboração do luto exige suportar a dor da perda e, posteriormente, fazer novas ligações na vida.

e)  Privação - Pouco investimento amoroso ou agressão constante por parte de pais e cuidadores colabora com a baixa autoestima.

Esses fatores se combinam com pesos e medidas diferentes. Há outros que serão descobertos na situação clínica. A psicanálise procura ver cada um em sua radical singularidade.


luciana-home

Luciana Saddi é psicanalista, membro efetivo da Sociedade Brasileira de Psicanálise (SP), mestre em Psicologia Clínica pela PUC-SP e autora dos livros de ficção O amor leva a um liquidificador  (Ed. Casa do Psicólogo) e Perpétuo Socorro  (Ed. Jaboticaba).  Assinou por mais de dois anos a coluna Fale com Ela na "Revista da Folha", do jornal Folha de São Paulo. Representante do Endangered Bodies no Brasil.
Mais textos da autora

 

Livros da Autora